01
Mar 11

 

É arrepiante assistir a um filme onde o limiar da vida se prende apenas por um braço.




Um arrepio ainda maior me subiu pela espinha quando ouvi os primeiros acordes de Festival, dos Sigur Rós. Mesmo no momentum do filme, no desenlace da estória de sobrevivência! Não haveria melhor escolha que os ecos islandeses daqueles que transmitem nos seus riffs uma alegria melancólica.

 

historiado por vanessaquiterio às 12:58
tags: ,

Vanessa Quitério
pesquisar