01
Out 08

O filme que transforma em película cinematográfica a magnífica metáfora de crítica social de Saramago é, para mim, uma surpresa prestes a revelar.

Para quem já leu o livro e percebe destes jogos metafóricos de Saramago, compreende decerto esta minha expectância. Nesta obra, toda uma crítica social é desmontada e desenvolvida, não querendo afectar a comunidade cega mas representando nessa comunidade toda uma Humanidade de hoje.

Não vejo o filme como um mal - dizer de este ou aquele ser. Antes mais, um espelho aberto ao que hoje se passa nas nossas sociedades. A luta desigual por poder e como esse poder corrompe as pessoas. Como as perturba e as leva a fazer coisas ao mesmo tempo desprovidas de humanismo.


 
historiado por vanessaquiterio às 13:50
tags:

Vanessa Quitério
pesquisar