30
Jul 09

A mais recente aquisição literária é para estudo.

Deixei de lado os saramagos e as literaturas de verão

 

e comprei o recente livro "Estudos sobre os jornalistas portugueses - metamorfoses e encruzilhadas no limiar do século XXI - da autoria do sociólogo José Luís Garcia, em conjunto com outros autores ligados ao jornalismo e ao estudo do jornalismo.

 


 

Aqui um artigo sobre este livro, no publico.pt

 

 

historiado por vanessaquiterio às 18:55

28
Jul 09

Sempre me disseram que era emotiva. Em tudo e para tudo. Sobre o jornalismo acham que estou desmedida: emoção a mais.

 

Este texto deu-me um murro no estômago. Pela simbolismo que acarreta, pela experiência que demostra, pelo exemplo que é. José Vítor Malheiros escreve este último texto no jornal Público de hoje.  Começa outros caminhos, sem esquecer os vinte anos na secretária do P. E reforça a ideia que, muito mais que uma prática, o jornalismo é paixão.

 

"... E, finalmente, não poderia falar destes vinte anos sem falar do capitão que iniciou o que foi uma bela aventura, Vicente Jorge Silvaque nos ensinou a mim e a tantos outros a única maneira como sabemos fazer jornalismo: com honra e com paixão, usando do bom senso e sem abdicar do bom gosto, com rigor e ao serviço do público, com imaginação e com irreverência, com sentido crítico e sem subserviência perante nenhum poder. Nunca usei outra variante de jornalismo, nunca ensinei outra variante e, enquanto for jornalista, continuarei a gastar desta. É a única que conheço..."

 (Uma dica do jornalista António Granado)

 

22222

historiado por vanessaquiterio às 16:54

27
Jul 09

17

Eis a nota de estágio, que contempla o relatório escrito, defesa (oral) desse mesmo relatório, avaliação da entidade onde estagiei (Público), entre outros pormenores avaliativos.

 

É um 17 a rasar um 18. Na boa, é um 17.

Media final de curso só para Setembro. Faltam ainda dois exames para finalmente ser um número - em imensas contabilizações - mas acima de tudo uma prática que ainda agora vai começar.

historiado por vanessaquiterio às 23:08
tags:

Lembram-se da minha sala de trabalho, com papelada espalhada, impressora a um canto, bibelôs engraçados e a minha cartola de finalista ao fundo?

 

Tive ordem de despejo agorinha mesmo.

 

"Acabados os estudos", acaba-se o meu alvará para viver na minha confusão ordenada. Volto entretanto ao emparedar do costume. Chato, chatinho, uma chatice!!!

historiado por vanessaquiterio às 21:57
tags:

Tenho de "dar o salto". Agora, entretanto, de futuro.

 

(Apareceram-me agora, como em forma de epidemia, uma série de questões a que não sei responder)

historiado por vanessaquiterio às 21:55

26
Jul 09

É perigoso esperar demais
O sentimento* acumula
E extrapula

*demasiado nocivo
  tal como tu

historiado por vanessaquiterio às 20:56
tags:

25
Jul 09

 

Hoje foi um dia emotivo. De vendavais. E de um pequeno ponto final no percurso que se avizinha quase quase a terminar.

 

Defendi o meu relatório de estágio. Agora só me restam dois exames de recurso no mês de Setembro. Se tudo correr bem concluirei o curso.

A paixão, essa não acaba. Ainda agora está a começar.

Podem ler o relatório aqui:

 

historiado por vanessaquiterio às 01:35

21
Jul 09

Bon Iver - re: stacks

 

historiado por vanessaquiterio às 22:48
tags:

Porque sei onde estão e como estão as coisas

(Eu não, sei só como estão)

(Ou onde deviam estar)

Há diferença?

 

Onde quero fazer parecer que estão, nada demais.

Sei onde estou e onde devia estar.

 

historiado por vanessaquiterio às 22:39
tags:

20
Jul 09

Ouvi isto e gostei:

 

Só vim mesmo aqui dar-te um beijo.

Vim com a esperança de te encontrar

Apenas isso

De repente pensei em ti…

Às vezes nem sei me tratas bem ou me tratas mal.

Acho-te um bocadinho de tudo

Já te disse que tu és como o algodão... não enganas.

Além do mais não tenho por hábito inventar elogios.

Mas confesso que a tua franja... me fazia perder a cabeça… e fugia contigo.

Sair daqui. Dar-te a mão; olhar-te nos olhos e perguntar-te se vens comigo.

Foges comigo?

Vamos embora para onde não haja passado. Fugir de olhos fechados para não conhecer o caminho de retorno.

Fugir num só sentido

Foges comigo?

 

Obrigada Ricardo. Pelo amigo que és.

historiado por vanessaquiterio às 19:00
tags:

subscrever feeds
subscrever feeds
Vanessa Quitério
pesquisar