31
Mar 10

Tentem descobrir o porquê desta imagem


historiado por vanessaquiterio às 23:35
tags:

25
Mar 10

... e outros que desaparecem assim de repente por não terem tempo de os ser.

 

Pelo menos há um que está alerta, até demais:

 

"Não admira que o Paulo Querido fale de ti à audiência, o teu trabalho no twitter é notável. Estive a analisá-lo com atenção e verifiquei que a sequência é perfeita e que quem quiser ver tudo o que indicas, abrindo os links, é quase como estar presente. Além disso as tuas observações são pertinentes, as tuas opiniões sustentadas, enfim um trabalho que me faz orgulhoso por ter o privilégio de te ter conhecido e partilhado a maravilha que és.
Parabéns Miúda Reguila, és uma Grande Mulher!"

Obrigada A.
Por dizeres coisas assim. Ajudam muito, não te esqueças, pessoas de metro e meio são pequenas frustrações!
historiado por vanessaquiterio às 22:45
tags:

24
Mar 10

Só quando fico um fim de semana no Alentejo é que acontecem coisas giras na terrinha - Anaquim - Centro Cultural e Congressos (Caldas da Rainha)


informação retirada daqui.

 

27 Março 2010 | 22:00 | Grande Auditório

 

Anaquim, projecto a solo de José Rebola (guitarrista dos The Cynicals), explora uma sonoridade folk que revisita os grandes nomes da música portuguesa ao mesmo tempo que inova, seja na temática, na escolha de instrumentos ou nos arranjos.

Nascido em 2006, o projecto conta ao vivo com alguns dos melhores músicos de Coimbra que não deixam de dar o seu cunho pessoal ao resultado final, todo ele leve na forma e forte no conteúdo.


As músicas têm sempre uma portugalidade e uma actualidade que cria uma empatia imediata com o ouvinte.
Depois do primeiro E.P., Anaquim lançaram a 1 de Março o seu primeiro álbum, “As Vidas dos Outros”, onde se revelam as crónicas urbanas deste duende, teimoso na sua mania de pensar o mundo como gostava que ele fosse.


“As Vidas dos Outros”, revela-nos um talentoso músico, compositor e letrista, acompanhado de excelentes instrumentistas e de uma atitude lúdica e divertida, pois, como disse José Rebola, a música deve ser também entretenimento e folia, sugerindo que a melhor forma de enfrentar os nossos medos e monstros é fazendo-os dançar.


“Um novo personagem cresce. Anaquim nasce da poeira das ruas, espreitando antes de atravessar. Entre os despojos da cidade e do pensamento urbano, surge este duende que não ama nem dorme, e se esconde a observar o mundo dos outros como se dele nao fizesse parte.

Mais tarde, nas noites em que pouco há para observar, porque o mundo parou ou porque fecha os olhos, escreve os seus pensamentos e segreda-os cantando, teimoso na sua mania de pensar no mundo como gostava que ele fosse... “


Ao vivo:
José Rebola: voz, guitarras;
Pedro Ferreira: teclados, guitarras, jogo de sinos, melódica, coros;
Luís Duarte: guitarras, jogo de sinos, harmónica, banjo;
Filipe Ferreira: baixo, coros;
João Santiago: bateria e percussão

Preço Normal – 10€
Preço Especial – 7,50€

historiado por vanessaquiterio às 22:48
tags:

23
Mar 10

Replico o post do Rogério Santos, autor do blogue Industrias Culturais. Estes cinco pressupostos já são algo que discutimos actualmente e que começam a ter peso nas ponderações sobre o futuro do Jornalismo.


MICHAEL SCHUDSON E O FUTURO DO JORNALISMO


Na conferência realizada hoje de manhã, Michael Schudson falou de cinco desafios colocados ao jornalismo na actualidade, que fazem desaparecer barreiras anteriores.

historiado por vanessaquiterio às 23:02

22
Mar 10

Descobri estes moços no passado Sábado, entre o zapping habitual na TV generalista. Prendeu-me o jeito british deles, a juventude e a garra com que se lançaram a este projecto jazzístico-instrumental-esperimentalista.


Espreitem o myspace, vejam alguns vídeos no youtube.

Transcrevo abaixo um texto retirado do site do FMM Sines 2010, que os apresenta. Bons sons!

 

Nomeado para o Mercury Prize e considerado o melhor álbum de jazz, “world music” e folk pela revista Time Out, o disco “Knee-Deep In The North Sea” foi um dos fenómenos da música britânica em 2008. O seu “som original” (The Times) é a criação inimitável do Portico Quartet, um quarteto de músicos na casa dos 20 anos com aspecto de banda “indy” que toca uma música que busca elementos sobretudo no jazz, mas também no rock, no minimalismo e em várias matrizes tradicionais do mundo. Formado em 2005, o grupo foi descoberto a tocar na rua frente ao National Theatre de Londres pelo clube The Vortex, que criou uma etiqueta discográfica só para lançar a sua música. O alinhamento é composto por Jack Wyllie, nos saxofones e na electrónica, Duncan Bellamy, na bateria e no “glockenspiel”, Milo Fitzpatrick, no contrabaixo, e Nick Mulvey, no “hang”, um instrumento de percussão criado em 2000 na Suíça que domina o som do grupo com a sua sonoridade exótica, entre os “steel drums” das Caraíbas e os gamelões indonésios. Pós-jazz ‘cool’ e fantasmagórico para ouvidos ávidos de aventura.


Alinhamento

Jack Wyllie, sax soprano
Milo Fitzpatrick, contrabaixo
Nick Mulvey, hang e percussão
Duncan Bellamy, bateria e hang



historiado por vanessaquiterio às 21:12
tags:

21
Mar 10

Nas pequenas oportunidades que vou tendo para explorar este Alentejo, meu habitat e rotina, aproveito para captar algumas imagens. Não tenho jeitinho algum com a máquina, nem muito menos prática fotográfica. Mas consigo captar algumas coisas engraçadas.


No slideshow mais abaixo partilho algumas fotos tiradas na visita a Barrancos na passada Sexta-feira. Igualmente a seleccção contempla fotos tiradas no Monte da Coitadinha e no Castelo de Noudar.


Espero que gostem. Alentejo b&w.

 

historiado por vanessaquiterio às 17:17

A pedido do Rui Azevedo, semanalmente vou colaborar no Quioske.info, um projecto deste meu amigo.


A participação encaixa na temática Comunicação e Marketing e pretende, em conjunto com outros temas em destaque, fomentar a participação de jovens colaboradores nesta social web.


O Quioske.info é um projecto em arranque, que precisa de todas as críticas e sugestões para se tornar melhor. Como em tudo, espreitem o site e opinem. Eu "entro" às sextas-feiras.


Para já podem ler o meu primeiro artigo, "A Comunicação de hoje - Redes e furtos de identidade".


historiado por vanessaquiterio às 17:03

19
Mar 10

Sei que exijo demaisiado dos outros

Dos amigos que estão longe, dos que estão perto

De pessoas mais presentes e mais ainda das que se ausentam.

Sei que exijo de uma maneira diferente

Exijo afectos, menos trabalho, mais 'olás'

Mas isto não é sempre possível.


Só gostava de exigir menos de tudo, de mim mesma até.

Mas isto está entranhado como sujo na/da minha existência.

historiado por vanessaquiterio às 00:21
tags:

16
Mar 10

No final do mês passado respondi a algumas questões colocadas por uma colaboradora do JUP - Jornal Universitário do Porto, conterrâneo d' A Cabra, o jornal onde iniciei lides de jornalista e pertença da secção de jornalismo da AAC, na eterna cidade dos estudantes - Coimbra.


Ora pois, acabo de receber o JUP em formato PDF que contempla para além da reflexão sobre a relação do jornalismo académico em Portugal com as novas tecnologias, outros temas passados na cidade do Porto, bem como a comemoração especial dos 23 anos deste jornal académico da cidade do Porto.


Deixo abaixo o referido PDF. Verifiquem na página 5 o meu contributo sobre a experiência n' A Cabra, bem como conheçam outras realidades do jornalismo universitário de outras faculdades no nosso país.

JUP_fevereiro_ Jornalismo Universitário

historiado por vanessaquiterio às 21:33

14
Mar 10

Não sou nada
Nunca serei nada
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
Estou hoje vencido, como soubesse a verdade.
Estou hoje lúcido, como se estivesse para morrer

Fernando Pessoa

 

Começam tempos de introspecção.

Muitos iniciam nova etapa na vida profissional, outros a nível pessoal e eu, por mais que queira, gostava de ter outra vida.

O tempo de agora é duro. A vontade era de fazer outras coisas, viver outros sonhos. Por isso de nada me basta escrever. Nem Pessoa se livrou deste génio doloroso. Pelo menos tenho mais sorte, sou só uma dentro de mim, neste infeliz convívio.

historiado por vanessaquiterio às 22:12
tags:

subscrever feeds
subscrever feeds
Vanessa Quitério
pesquisar