09
Mar 10


Este post é roubado.

Retirado de outro espaço de escrita, de real rigor das palavras e de um amigo pelo qual nutro grande carinho. Peço que visitem o Livros [s]em Critério do Tiago.

 

Este livro

Meu filho. Não é automatismo. Juro. É jazz do coração. É
prosa que dá prêmio. Um tea for two total, tilintar de verdade
que você seduz, charmeur volante, pela pista, a toda. Enfie a
carapuça.
E cante.
Puro açucar branco e blue.

 

CÉSAR, Ana Cristina 1982 «Este livro»; ed. ut.: in Um Beijo que Tivesse um Blue. Antologia Poética, Ana Cristina César [selecção e prefácio de Joana Matos Frias], Vila Nova de Famalicão, Quasi, 2005, p. 101.


*Foto retirada do mesmo blogue e da autoria do Tiago.

historiado por vanessaquiterio às 00:50
tags:

Rouba à vontade querida, rouba à vontade. Roubos destes agradam-me muito. Kiss kiss* (by the way, já leste o poema «Um beijo», da mesma autora? acho que te vai agradar: http://livrosemcriterio.wordpress.com/2009/10/31/em-1983-morreu-uma-ana/)
tiago sousa garcia a 9 de Março de 2010 às 21:30

mas que bem querido Tiago

Um outro poema belíssimo.. a ver se espreito o livro numa livraria e me apaixono por ele :)
a ver se o compro

Obrigada por estas dicas.. voltei às leituras, muito web e jornalismo, mas também ao físico, prazer do papel e amalgama de letras com sentido.

Sinto necessidade de ler por prazer e não obrigação. Beijinhos, querido Tim*

Procura que fazes bem :) A organização e selecção desta antologia foi feita pela minha orientadora e eu estou, curiosamente, a preparar o meu trabalho sobre a Ana Cristina César e Sylvia Plaht, eheh

Beijoca*

Vanessa Quitério
pesquisar