17
Jan 11

 


Passar a meia noite de dia 16. Receber beijo de uma das melhores amigas. Acordar em Lisboa. Iniciar um projecto. Receber muitos beijos e abraços. Telefonemas. SMS's. Alguns emails. Almoçar com um dos melhores amigos da capital. Ouvir Jeff Buckley à entrada do restaurante. Voltar a casa ao final do dia. Encontrar um ex-colega de curso na gare dos autocarros. Conversar, rir muito. Jantar com a família. Ouvir os parabéns a você cantados pelo priminho de três anos. Apagar as velas mais que uma vez. Responder aos últimos emails. Colocar like em todas as felicitações via FB. Descansar. Amanhã volto para Lisboa e fico até ao final da semana. Ponto final.


Efeito 23 anos. Ufa. Um dia em cheio. Para o ano esperemos que corra tudo de igual forma ou bastante melhor. Um beijo a todos que se lembraram de mim e me fizeram sentir bem neste dia.


Obrigada. V.

historiado por vanessaquiterio às 23:39

17
Jan 10

Passados os segundos de transição do dia 16 para 17, só tenho a dizer uma coisa: É SÓ MAIS UM ANO!

De repente entro na idade capicua e, tudo fica na mesma. É isso mesmo, na mesma. O ano começou há pouco e o caminho delineado nos 21 anos será o mesmo a percorrer nos novíssmos 22.

Desejo um feliz aniversário à outra aniversariante, a pessoa que me acompanhou desde o ventre materno e que até aos 18 anos partilhou comigo o mesmo quarto cá em casa e as vivências da adolescência.

Um beijo para ti Renata, a gémea tão diferente como a noite o é em comparação ao dia.
 




 

historiado por vanessaquiterio às 00:22

16
Jan 10

Ao rondar o Facebook descobri na conta de um colega de infância, uma foto antiga, de memórias infantis e que me fez sorrir.

Chegando o momento crucial de deixar os 21 anos e entrar numa idade capicua, gosto sempre de relembrar o meu mundo de "pequenina".

Deixo o desafio: tentem descobrir-me e à minha gémea.
 

historiado por vanessaquiterio às 17:49

03
Jul 09

Nesta semana experimentei verdadeiramente o sentimento de perda. Sofri por deixar ir um ente querido, por mais irreversíveis que as coisas tenham de ser. Custa sempre. E, nestas circunstâncias, a razão de nada nos vale, já que quem mandam são as emoções.

Na missa fúnebre da minha avó decidi prestar o serviço como acólita e ler a leitura. Tudo bem, algo que já faço com regularidade na minha prática como cristã. Mas, no momento de ler, embargou-se me a voz, encheram-se os meus olhos de lágrimas e paralisei. Sinti-me estúpida pela figura, mas mais por mostrar-me frágil perante uma assembleia cheia de familiares e amigos. Sofro por ter perdido esta avó, a única que tinha ainda perto de mim. Que descanse em paz.

 

Fica a leitura que escolhi para ser lida nesta última homenagem

Livro da Sabedoria, capítulo 4, versículo 7 a 19.

 

Morte prematura do justo e longa vida do ímpio
7*O justo, porém, ainda que morra prematuramente,
gozará de repouso.
8Uma velhice venerável não consiste em longa vida
nem se mede pelo número de anos.
9As cãs do homem são a prudência,
e uma verdadeira velhice é uma vida imaculada.
10Tendo-se tornado agradável a Deus, foi amado por Ele
e, como vivia entre os pecadores, foi transferido por Deus.
11Foi arrebatado a fim de que a malícia não lhe corrompesse a inteligência,
nem a astúcia lhe corrompesse a alma.
12Pois o fascínio do mal obscurece o bem,
e a vertigem da paixão perverte uma mente sem maldade.
13Chegado rapidamente à perfeição,
atingiu a plenitude de uma longa vida.
14A sua vida era agradável ao Senhor,
por isso Ele se apressou em tirá-lo do meio do mal.
As pessoas viram mas não compreenderam
nem reflectiram nisto:
15que a graça e a misericórdia são para os seus eleitos
e que Ele intervirá em favor dos seus santos.
16O justo que morre condena os ímpios que sobrevivem;
e o jovem, que em pouco tempo chega à perfeição,
condena a longa vida do pecador.
17Eles verão o fim do sábio,
mas não compreenderão os desígnios do Senhor sobre ele,
nem por que o Senhor o pôs em segurança.
18*Hão-de vê-lo e desprezá-lo,
mas o Senhor se rirá deles.
19*Depois disto, se converterão num cadáver sem honra,
num objecto de opróbrio
para sempre entre os mortos;
pois o Senhor os precipitará de cabeça para baixo,
sem poderem falar,
os sacudirá nos seus fundamentos,
e ficarão totalmente abalados.
Viverão com amargura
e a sua memória perecerá.

 

historiado por vanessaquiterio às 21:42

17
Jan 09

Hoje, por ser um dia especial, ofereço aos visitantes do Historiador do Instante um Happy Birthday especial dos Royksopp.. algo que me agradou bastante

historiado por vanessaquiterio às 00:01

Vanessa Quitério
pesquisar