05
Ago 09

Para surpresa minha, consto do top 25 dos jornalistas portugueses no twitter.. Foi com algum espanto que me apercebi disso no excelente post publicado hoje no COMUINICAMOS, blogue do @simacc, professor na UTAD.

 

Em modo de resumo, deixo aqui os dados que me colocam na análise:

 

TOP 25 - JORNALISTAS PORTUGUESES NO TWITTER

(análise de mais de 150 jornalistas inscritos na lista do twitterblogueportugal)

 

top 25 (followers)  - 21º em 25

top 25 (following)  - 15º em 25

top 25 (tweets)  - em 25

top 25 (média - q inclui nº de followers com o nº de followings, com o nº de tweets) - em 25

  

 

Top 25 - Jornalistas Portugueses No Twitter No @Comunicamos

historiado por vanessaquiterio às 11:18
tags:

04
Ago 09

 

Este artigo foi originalmente publicado no twitterblogueportugal.

É a primeira experiência como colaboradora. Espero repetir a proeza muitas e mais vezes. Deixo aqui a réplica.

 

Twitter com sabor a gelado

 

A proliferação do twitter na rede já é tão banal como ter um qualquer blogue, ou mesmo manter a conta do HI5 desde os tempos do secundário.

 

O que me espanta ainda são as pequenas resistências a novas formas de interacção na rede, e a percepção que existem mais-valias no estabelecimento de contactos a partir das redes sociais.

 

Ainda existem resistentes, utilizadores da internet que passam ao lado da moda de ter uma conta no twitter, ou que olham de lado ainda para os 140 caracteres do pássaro azul. Muitos reclamam pelo modismo, outros pela exposição da vida pessoal. Mais são aqueles que referem as redes sociais como forma de “armar” personagens e ser no virtual o que não se é no real.

 

Como utilizadora de redes sociais (com presença no twitter e Facebook, fora as contas de blogues) atrevo-me a dizer que não passo um dia sem interagir com os meus seguidores. Novos followers surgem todos os dias e episódios engraçados aparecem de vez em quando.

 

Como exemplo disso foi o receber um gelado em troca de ajuda ao esclarecer o funcionamento do twitter. Na semana passada, de entre os novos followers que recebi, destacou-se um conhecido café da minha área de residência.

 

O primeiro tweet é sintomático em quase todas as contas que nascem: “Investigando”, “A perceber como isto funciona”, “Para que é que isto serve afinal?”. Neste caso em concreto foram trocados alguns tweets a oferecer ajuda para criar e dinamizar a conta e, em troca quase num tom de brincadeira, pedi um delicioso gelado (um sunday) do dito estabelecimento.

 

Do outro lado, a reacção foi instantânea e a reserva do gelado ficou que automaticamente feita. A levantar mediante a seguinte senha: “Vanessa twitter um sunday”.

 

Não acreditei no início, mas experimentei ainda a medo a pedir o tal gelado, na outra noite no @apolocafe. A reserva estava realmente feita e engraçado foi perceber que a partir de uma simples brincadeira, as redes sociais podem ser dinamizadoras de encontros e favorecer a divulgação de produtos.

 

Com tudo isto só  acrescento que, para mim, o twitter tem sabor a gelado. Hummm…de framboesa.

 

(Foto gentilmente cedida pelo twitter @ppinheiro76 )

historiado por vanessaquiterio às 21:21
tags:

24
Jun 09

Estar inserido numa ou mais redes sociais é, sem dúvida alguma, o grande "hit" do momento e uma (quase) irremediável maneira de se estar em sociedade e comunicar. Mas qual é o problema de não ter amigos nas redes sociais? O problema, esse bicho papão que persegue alguns de nós, prende-se com o quão interessante podemos ser para os potenciais seguidores.

Por outras palavras, debitarmos dicas, conselhos e afins que revelem interesse e propósito para quem, do outro lado da barricada, quer ver se afinal valemos a pena ou não. Contudo, não é drama algum ter menos followers do que o vizinho. Eu cá sou apologista de que os números não interessam, mas a qualidade da "prosa" e carácter (por mais perceptível que possa ser, demonstrado a nível da rede social) tem de ser a mais valia para o abarcamento de seguidores.

Para este moçinho dos Contemporâneos, é mais vantajoso ter dois amigos lá na rua do que a miúda pop-star. Sou da mesma opinião.
(dica do Sérgio Bastos, do blogue Webismo)
 

historiado por vanessaquiterio às 22:41
tags:

Às vezes ouvimos coisas destas e sorrimos porque sim...

 

"ainda me vou apaixonar pela tua franja e depois perco-me de amores por ti"

historiado por vanessaquiterio às 10:45
tags:

13
Fev 09



Após o episódio do pedido, via Twitter, do famoso hambúrguer da Alberta Marques Fernandes (@AlbertaMF), a RTP fez uma reportagem sobre este serviço de microblogging. O Alexandre Brito explica, em 2 minutos e vinte e um segundos, o mundo dos 140 caracteres.

De reparar que o ângulo que é dado à peça é quase exclusivamente jornalístico, isto é, falam do Twitter como ferramenta para o jornalismo. A verdade é que esse é apenas uma das muitas utilizações que é possível dar a este serviço.

Faltou um pouco de amostra sobre outras realidades de trabalho - e lazer - do Twitter.

historiado por vanessaquiterio às 11:23
tags:

10
Fev 09

E aqui está, o meu mosaico ou, mais concretamente, o meu twitterwall.

Tem a sua piada ver os meus followers :P
 

Get your twitter mosaic here.

historiado por vanessaquiterio às 15:01
tags:

03
Jan 09

Assim do nada surgiu o site oficial do 1º encontro de twitteres de Coimbra e arredores - Twimbra. Não tão de repente surgiu a ideia, visto que desde a minha ida ao Porto, tive a oportunidade de privar com os twitters de lá e participar no 1º encontro do norte, o Nortweeters.

 

O site nasceu da ajuda do @tiagotex, na parte da criação do alojamento do site e nas questões técnicas propriamente ditas, e da @an1ta, que criou o logo giríssimo do encontro.

Aqui fica o PrtSc do site. Divulgem e apareçam no #Twimbra.



historiado por vanessaquiterio às 02:27

02
Jan 09

A novidade de hoje sobre o Twitter é sobre os inúmeros aplicativos que estão disponíveis em www.twitterbuttons.com. São imensos os botões de follow que este site oferece. Há para todos os gostos, mais textuais, mais abonecados, enfim uma variedade divertida para juntar nas páginas do twitter ou blogue. Aqui fica a minha escolha.

(Dica de @pauloquerido e @darkua on twitter)

 

 

historiado por vanessaquiterio às 21:10
tags:

01
Jan 09

Este vídeo explica de forma simples o conceito desenvolvido pelo Twine.

Look this and enjoy!


Introduction to twine from Twine Official on Vimeo.
 

historiado por vanessaquiterio às 21:05
tags: ,



A cada dia que passa surgem novas ferramentas para o utilitário em rede social com maior desenvolvimento no ano de 2008. Falo sem dúvida do Twitter, o sistema de microblogging que gere a troca de mensagens entre utilizadores registados na rede, num mundo apelidado de “twitterland”. A troca de mensagens dá-se até 140 caracteres e já abrange cerca de 1200 utilizadores em Portugal. (Estatística a ser feita pelo jornalista Paulo Querido e pelo TwitPortugal)

Fazendo a minha rotina habitual pela internet, linkando aqui e aculá, descobri mais um utilitário ligado ao Twitter, desta feita, uma espécie rede interior de busca dos interesses do “utwittilizador”. O Twine, com uma modéstia tradução para Cordéis, é um jogo de ligações onde o “utwittilizador” recebe e partilha tudo o que lhe pode interessar, num emaranhado de gostos.

Os conteúdos online como vídeos, fotos, pdf’s, páginas Web e artigos são arrumados sob um registo criterioso de um bookmarking, onde é criada uma tag'group que serve de base para as procuras por gostos.
Toda a vez que surge algo reconhecido como de interesse, basta guardar o link e voilá!

De forma simples e eficaz ficamos com uma feed actualizada daquilo que nos poderá interessar, podendo partilhar ao mesmo tempo as nossas referências para a restante comunidade. Quanto mais utilizarmos o Twine, mais completa, personalizada e apaixonada  fica o nosso Twitter
.

 

historiado por vanessaquiterio às 20:43
tags: ,

subscrever feeds
subscrever feeds
Vanessa Quitério
pesquisar
 
blogs SAPO